Associação para Inclusão e Desenvolvimento das Pessoas com Deficiência

OFICINAS ARTÍSTICAS EDUCATIVAS – PSICOMOTORAS INTEGRADAS
Acolher todo o indivíduo independente das diferenças, eliminando o preconceito existente

 

As OFICINAS ARTÍSTICAS EDUCATIVAS PSICOMOTORAS INTEGRADAS  buscam estimular, a convivência  e as possibilidades de “estar no mundo”. É o momento de experimentação e práticas artísticas  que suscitem à aproximação das sensações e sentimentos que o corpo produz.

Por meio de diversos materiais e de diferentes linguagens artísticas as oficinas promovem além da convivência, a troca, o equilíbrio emocional, o respeito mútuo, disciplina, expressões de cortesia, trabalho em grupo e solidariedade, visando à coordenação motora, percepção, equilíbrio, memória, capacidade de compreensão e a autonomia e  assim afirmam  as potencialidades de cada aluno ao possibilitar que  todos experimentassem e (re)inventassem modos de produção de vida, bem como desenvolvessem estratégias para lidar com as dificuldades cotidianas.

 

O movimento é mais que uma atividade motora. Corpo e cérebro interagem intensamente. As alterações sensório-motoras são o resultante da falta de integração funcional. O desenvolvimento integral do aluno e sua funcionabilidade é o foco da educação condutiva, que objetiva o mover-se, oferecendo atividades que promovam à intenção própria que é a força de vontade, o despertar em cada um a determinação de aprender. Com essa determinação de aprender motiva-se um aluno autoconfiante para aprender e encontrar respostas criativas para a necessidade da vida cotidiana.

As orientações são conduzidas por profissionais qualificados no atendimento a pessoas com deficiência.

Os aspectos motor e cognitivo devem ser estimulados e andam juntos, podendo crescer, evoluir e desenvolver outras áreas também importantes para sua independência. A busca por essa independência está em nossa essência, acreditando e estimulando o potencial de cada aluno.

Os grupos de oficinas são pequenos para que possamos manter a atenção necessária a cada aluno e também trabalhar o grupo para que se sintam motivados e envolvidos!

 

Aqui na nova Transformar , as oficinas são  interativas e envolvem a atenção do aluno o tempo todo, fazendo com que ele seja parte atuante da atividade e do aprendizado. O aluno aprende, participa, se envolve, se comunica e desenvolve suas habilidades! Melhora a interação social e a independência.

 

Trabalhamos com sala de até 10 alunos, organizada de modo a respeitar as necessidades individuais e os interesses de cada aluno.

Oficina de Dança

 

A proposta da oficina é o "pensar com o corpo". E como fazer isso se não através do próprio movimento? Trata-se de permitir, conhecer e escutar o próprio corpo a partir da exploração dos repertórios específicos e qualidades de movimento de cada um e de acordo com suas possibilidades e desejos buscando uma forma autônoma e criativa de dançar. Acessar, através do movimento, maneiras de expressão e contato consigo mesmo e com o grupo.

Acredita-se  que a capacidade para dançar de cada indivíduo se define mais por sua presença, sua escuta aos outros e à atmosfera do ambiente  criada pelo grupo do que por suas qualidades técnicas e habilidades físicas.

 

Em nossa metodologia utilizamos:

-  dança educativa moderna (Rudolf Laban)

-  Técnicas de Contato-improvisação;

-  Jogos de improvisação (danceAbility);

-  Exercícios de relaxamento, alongamento e fortalecimento;

-  Sequencias coreográficas;

- Atividades de apreciação

 

Toda dança, basicamente, dá forma ao movimento e, por isso, pode ser considerada uma forma de manifestação artística. A dança como arte é um caminho para criar e compartilhar o modo como nós reagimos ao mundo que nos circunda.

Oficina de Teatro

 

A oficina é um espaço para os “atores com deficiência” expressarem sua criatividade e subjetividade. Assim a proposta é trabalhar a singularidade de cada  aluno  por meio da  expressão corporal, verbal, vocal  e musical, alem de estudos de gestos, da dramaticidade e ritmos sendo a produção cênico – musical o resultado que nascerá das experiências compartilhadas por todos. O foco inicial  é  de utilizar a linguagem teatral como ferramenta, para que todos pudessem experimentar e ampliar formas de expressar-se, dando formas às sensações, produzindo movimentos corporais e vocais por meio dos exercícios cênicos alem de produzirmos uma  montagem que pudéssemos circular.

A oficina de teatro  baseia-se na técnica do Teatro do Oprimido e nos jogos teatrais de Viola Spolin, provocando os sujeitos a se apropriarem de sua potência criativa e conduzindo à redescoberta de si mesmos e de outras possibilidades de reinserção social.

Oficina de Produção

 

A oficina promove a curiosidade e interesse por parte dos jovens e adultos com deficiência pela arte, mostrando que eles podem traduzir o que sentem através das peças que criarão, desenvolvendo suas habilidades e talentos, aguçando sua criatividade, pois  o trabalho manual  necessita  de  um  estímulo vigoroso e pertinaz para se desenvolver. Explorar práticas de pintura, desenho, colagem e outras linguagens do criar utilizando diferentes materiais, os participantes podem desenvolver produtos artísticos por meio da livre escolha, ou seja, buscando autonomia sobre a criação de sua obra. A oficina tem como objetivo principal de atiçar a criatividade e a habilidade dos jovens e adultos com disfunção neuro-motora, tornando-os capazes de produzir objetos com as próprias mãos.